terça-feira, 10 de novembro de 2015

Hoje estou só pro PEDAL

Saúde sobre duas rodas: conheça as vantagens de andar de bicicleta

Atividade ajuda a controlar do peso corporal e a desenvolver a aptidão cardiorrespiratória

01/08/2010 - 12h10min
Saúde sobre duas rodas: conheça as vantagens de andar de bicicleta Ricardo Duarte/
A bicicleta é bastante indicada para a maioria das pessoasFoto: Ricardo Duarte
Pedalar é um dos esportes mais comuns, tanto entre adultos como entre as crianças. E são muitos os benefícios que essa atividade traz à saúde, entre elas redução dos riscos de doenças cardiovasculares. Porém, no Brasil a atividade não é levada a sério como meio de transporte principalmente pela falta de estrutura externa. 

Preocupada com os riscos que as pessoas correm trocando o carro pela bicicleta, a Utrecht University, na Holanda, pesquisou e chegou à conclusão que os benefícios que a atividade traz para a saúde ainda superam a exposição aos acidentes e à poluição do ar quando se anda de bicicleta. 

Porém a pesquisa levou em consideração a região dos Países Baixos, onde o uso da bicicleta é amplamente incentivado e há estrutura para esse transporte ecológico. A conclusão dos pesquisadores foi de que os indivíduos que optam pelo transporte, ganham benefícios que representam de 3 a 14 meses a mais de vida. Em contrapartida, a inalação de gases poluentes e o risco de acidentes de trânsito representam de 5 a 40 dias perdidos, de acordo com cálculos sobre uma tabela de vida. 

Cuidados ao pedalar na rua

A realidade brasileira para quem gosta de praticar o esporte nas ruas é bem diferente. O professor da Faculdade de Educação Física da Pucrs, Rafael Baptista, não recomenda a prática do esporte em lugares onde é necessário dividir espaço com os carros. 

— Aqui nós não temos a cultura de usar a bicicleta como meio de transporte, os motoristas geralmente não respeitam os ciclistas. O ideal é praticar em parques ou em locais como o calçadão da Avenida Beira Rio, onde é mais seguro. 

O uso das bicicletas estacionárias, nas academias, é uma opção principalmente para idosos ou para quem sofre de algum tipo de limitação, pois possuem apoio para as costas e bancos geralmente mais confortáveis do que os das bicicletas de passeio. 

Saúde no pedal 

Além de ajudar a evitar problemas cardiovasculares, o professor explica que pedalar também ajuda a controlar do peso corporal e a desenvolver a aptidão cardiorrespiratória. A musculatura das pernas, que é bastante exigida, também é melhorada com a prática. 
A bicicleta é bastante indicada para a maioria das pessoas. Nas academias é muito comum que as pessoas que não se adaptam ou tenham contra-indicação para fazer esteira sejam orientadas a pedalar. 

O professor alerta que pessoas que estejam buscando um esporte para começar agora, procure antes um médico para fazer uma avaliação. Depois disso, é importante a oriental um profissional de educação física para orientar os exercícios. 

— O tempo e a frequencia semanal de prática de qualquer exercício físico depende de uma série de variáveis e só podem ser adequadamente identificados por um professor de educação física, pois dependem de indivíduo para indivíduo. Qualquer generalização neste campo será um mero "chute". 

Também recomenda-se o uso de roupas adequadas para a prática esportiva, cuidados com a hidratação e não se exercitar em jejum. O uso do capacete e protetor solar no caso de exercitar-se durante o dia em lugares externos é essencial. 
FONTE: zh.clicrbs.com.br

Vantagem de pedalar para Idosos. Entrem nessa!!! Eu já entrei.



BENEFÍCIOS DA BIKE PARA IDOSOS


Pedaladas na terceira idade
11
1

Benefícios da bicicleta para os idosos.

A atividade física regular traz inúmeros benefícios para a nutrição e para a saúde das pessoas idosas, por isso, se você tem mais de 60 anos, considere a possibilidade de pedalar com uma maior frequência!
Usando a bike depois dos 60
Com o aumento da energia requerida para a pedalada, há um consequente incremento na ingestão de alimentos, o que proporciona um melhor estado nutricional pelo consumo de nutrientes: calorias, proteínas, vitaminas e minerais. E ocorre também aumento da massa muscular e diminuição da gordura corporal, principalmente se a alimentação estiver bem equilibrada. A maior ingestão de proteína aumenta a massa muscular em idosos que fazem regularmente exercícios de resistência. Por isso, pedale mais e consuma uma maior quantidade de alimentos ricos em proteína, como: carnes, frango, peixes, ovos, leite e derivados, leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão de bico, soja). Tente incluir pelo menos um destes alimentos em cada refeição ou lanche realizado durante o dia. Complemente as refeições com alimentos ricos em carboidratos, como cereais integrais, massas, batatas, mandioca; além de frutas, verduras e legumes. E não se esqueça de se hidratar bem! A garrafinha de água deve ser sua companheira durante a pedalada, e nunca vá fazer atividade física em jejum.
Uma refeição interessante para fazer antes de pedalar é uma banana amassada com aveia, e 1 copo de leite ou iogurte. Depois de pedalar, pode-se consumir, por exemplo: torradas com queijo branco e peito de perú, e 1 copo de suco de fruta.
Idosos pedalando
O comitê de exercícios e reabilitação cardiovascular da Associação Americana do Coração confirma a ideia de que exercícios com bicicleta, se praticados diariamente, podem gerar benefícios em longo prazo, diminuindo os riscos de doença cardiovascular. A diminuição das taxas de gordura corporal, atingida com a contribuição dos exercícios frequentes, também é fator importante associado à diminuição dos riscos cardiovasculares.
Mesmo que moderado, o exercício frequente melhora a condição cardiovascular e diminui a fadiga dos idosos. Uma pessoa de 70 anos, com o exercício constante, pode chegar a uma capacidade aeróbica semelhante a um indivíduo sedentário de 30 anos de idade. No entanto, nenhum programa de exercício deve ser iniciado sem avaliação e supervisão médica.
Alterações metabólicas, como o aumento do glicogênio muscular, uma consequente maior sensibilidade dos tecidos à ação da insulina, e uma melhora da habilidade de se metabolizar a glicose do sangue, são outras vantagens associados ao ciclismo praticado frequentemente por pessoas idosas.
Além de todas essas condições de saúde, o exercício físico libera na corrente sanguínea substâncias chamadas endorfinas, responsáveis por uma sensação de bem estar geral. Recentes estudos descrevem efeitos benéficos da prática esportiva no combate à depressão, comparando-a até com o efeito de alguns medicamentos antidepressivos muito utilizado por idosos.
Para os que desejam mais informações sobre o assunto, leiam o meu livro:
Dietbook Terceira Idade – Tudo o que você deve saber sobre alimentação e saúde depois dos 60 anos. São Paulo: Editora Mandarim – Grupo Siciliano, 2001
Um abraço.
FONTE: pedaleria.com/

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

NOTA

Sou apreciadora de uma boa comida e a partir de hoje pretendo publicar as minhas preferidas, feitas por mim, com muito carinho, e as que encontro em outras Fontes. Quem gosta fique atenta.

Foto: Café Melitta
Ingredientes
  • 600 ml de café fresco
  • 200 ml de chocolate quente, adoçado
  • 4 colheres (sopa) de creme de avelã
  • 3 colheres (sopa) de chocolate meio amargo ralado
  • 200 ml de leite
Modo de preparo
  • Misture o café com o chocolate quente e creme de avelã e divida em quatro xícaras.
  • Acrescente 2 colheres (sopa) de chocolate meio amargo e deixe derreter.
  • Aqueça o leite até formar espuma e coloque sobre o café.
  • Usando o resto do chocolate ralado, decore o café e sirva imediatamente.
Rendimento: 4 porções


Fonte: Comida e Receitas - http://www.comidaereceitas.com
Muitos amigos tem acompanhado o meu sofrimento pela perda de meu filho Márcio Lacerda de Araujo, e creio que todos compreendem que isso tem me afastado um pouco do meu Blog, mas hoje pretendo retomar as Postagens, e, com fé em Deus, superar mais um bloqueio, dos que andam me acometendo.
Bem, vamos ver do que falar:
Sinto desejo e me comunicar mais, escrever mais, ler mais e farei isso, para o meu próprio bem e para contribuir com mais informações para os que me seguem.
Sei que muitos dos assuntos não irão interessar a alguns, mas também creio que a alguns interessarão.
Não podemos deixar nos abater por aquilo que não dependeu ou depende de nós. Cabe-nos, no meu caso, aceitar a vontade de Deus, manifesta de várias formas, na nossa vida.
Sempre achamos que determinadas coisas não irão acontecer conosco e de repente acontecem.
Devemos nos preparar para encará-las? Como devemos se sequer sabemos o que poderá nos acontecer?
Não nos é dado saber nada além do agora, desse instante, porque daqui a um segundo muitas coisas poderão acontecer e nós não estamos preparados, é claro.
Com base na Palavra de Deus, temos que estar vigilantes e orarmos sem cessar, porque não sabemos a que hora há de vir o Senhor.

Entendo ser essa a forma de estarmos preparados, não para o fato em si, mas para aceitar o que nos está reservado. Ainda conforme a Palavra de Deus, "Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito". (Romanos 8:28), e é com base nessa verdade que temos que compreender e aceitar, qualquer coisa que nos aconteça, mesmo que venha a contrariar a nossa vontade, e a  lei natural,  vista como “mandamentos divinos” para quem crê que Deus governa todas as coisas, e eu creio, como no caso de um pai enterrar um filho, quando pela lei natural seria justamente o inverso.

Bem,  é através, e tão somente, da fé que  crendo na Palavra e na Fidelidade de Deus, que eu aceito a Sua vontade na minha e na vida de meu filho que partiu.
A saudade continua, mas a certeza do reencontro está firme e forte.

sábado, 11 de abril de 2015

11/04/2013, o pior dia da minha vida

11/04/2013 o pior dia da minha vida

Saudade, saudade, saudade, é o sentimento que tem sido constante em minha vida, desde o dia em que meu amado filho MARCIO LACERDA, partiu para os braços de Jesus.

Gratidão, gratidão, gratidão, é o que sinto em relação ao que Deus fez na vida dele, com seu poder libertador e sua misericordia ,preparando-o, sob todos os aspectos, pra levá-lo para si. Gratidão  por saber que, antes de partir, ele fora transformado, aceitara o meu Jesus como único Senhor e Salvador da sua vida. A certeza que ele fora ao encontro daquele que lhe dera a vida e a requeria de volta

Meu primogênito, primícias da minha geração. Emoção primeira de ter um filho nos braços; emoção primeira de vê-lo  pronunciar suas primeiras palavras, andar, correr, cair e se machucar, crescer, se tornar um adolescente, um lindo rapaz, fazer vestibular, ser aprovado e sair de casa para morar fora, onde concluiu seu Curso de Direito e constituiu família, me dando três lindos e adoráveis netos: Marcio, Maria Eduarda e Marcela; emoção primeira de vê-lo retornar para casa e emoção primeira, e pior da minha vida, de  perder um filho. Dor dilacerante, porém  confortada pela fé, através da qual a palavra "perder" não faz tanto sentido, quando temos a certeza que foi apenas Deus tomando para si o que era dele.

A pior experiência que uma mãe possa ter, eu tive. Na pior noite da minha vida. Receber a notícia de que meu filho se acidentara; vê-lo chegar ao Hospital do Trauma sem sentidos e não poder fazer nada, sequer abraça-lo e dizer: estou aqui, forças meu filho, Jesus está contigo; velar o seu corpo sem vida; acompanhá-lo para a Cremação e receber as suas cinzas  em uma pequena Urna de madeira, tudo o que restara daquele corpo tão sarado, daquele rosto tão lindo, daquela cabeça tão inteligente e tão cheia de conhecimentos; daquele belo sorriso, que eu não veria mais, do meu filho!

Márcio, meu amor, tinha tanto pra te falar, tanto para aprender contigo, tanto amor pra te dar e receber, tanto perdão pra te pedir, e tanto pra te agradecer. Te agradecer pelo teu amor, teus beijos, teus abraços, teu carinho, as tuas inúmeras declarações de que me amavas, as muitas lições que recebi de ti, as oportunidades de me sentir teu Porto Seguro;  o poder acariciar os teus cabelos nas muitíssimas vezes que  deitasse a cabeça no meu colo.

Ou meu amor, que saudade!!! Que vontade de estar contigo!!! Sentir teu  Malbec exalando pela casa toda. Só Deus avalia o que sinto agora.

Exalas agora o melhor perfume: o perfume de Cristo. Estás com ele.

Como dizias ao sair de casa: ADEUS.

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Instalação em artes visuais é um tipo de obra artística que procura construir um ambiente ou uma cena em que os objetos e as estruturas que a compõem interagem com o espaço em que está e também com o corpo e o ponto de vista do observador. Normalmente, o apreciador da obra tem de percorrer a instalação para poder contemplá-la ou mesmo interagir com ela a partir de seus movimentos. A definição de instalação é muito ampla e muitas vezes ela se confunde com outros tipos de manifestações artísticas como intervenções, arte ambiental ou assemblage. As instalações tornaram-se mais comuns a partir dos anos 1960, mas as primeiras obras que podem ser classificadas como instalações surgiram na primeira metade do século 20. Exemplos disso são os trabalhos que Marcel Duchamp fez para as exposições dos artistas surrealistas em 1938 e 1942, em Nova York. As instalações tornaram-se comuns também na arte minimalista e a partir da década de 80 esse tipo de obra multiplicou-se com o uso de vários elementos na sua composição por artistas de todas as partes do mundo.
Fonte: lazer.hsw.uol.com.br